Homeopatia e outras Terapias Integrativas de Saúde – O Caminho da Libertação

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

De tempos em tempos, a sociedade médica alopata vem a público tentar, em vão, desmoralizar os tratamentos integrativos de sáude.

A bola da vez é a Homeopatia, hoje os tais médicos em questão, apoiados sem dúvida nenhuma pela grandes indústrias farmacêuticas, que a cada dia que passa encontram-se mais desacreditadas, estão a divulgar o Movimento “1023 – Homeopathy There’s is nothing in it”, que se baseia tão somente em um ato desesperado de pessoas que não tem segurança suficiente nas suas próprias práticas convencionais de cura e, portanto, precisam desesperadamente desconstituir as técnicas integrativas de cura.

O grupo de ativistas anti-homeopatia, se reunirá para tomar uma “overdose” de medicamentos homeopáticos, numa tentativa, ao meu ver um tanto infantil, de provar que os tratamentos homeopáticos não funcionam. O objetivos deste grupo de pessoas é denunciar o desperdício de tempo e dinheiro com remédios que, segundo o seu ponto de vista deturpado, não passam de água com açúcar (só neste quesito, já demonstram a sua total ignorância sobre o tema, já que a homeopatia não se baseia somente em glóbulos). Será que alguém já disse para eles que a homeopatia, assim como a alopatia, deve ser prescrita por alguém (médico homeopata) competente parar isto. Afinal, se tomarmos um “antibiótico (e nem precisa ser uma overdose) não indicado para o tratamento de uma infecção específica, ele também não funcionará. Qualquer tratamento, só irá funcionar, se obedecer a uma prescrição correta para o caso concreto. Então, doutores, por favor, não percam seu precioso tempo, provando teorias por meios escusos e sem sentido.

A prática da homeopatia é antiga e há mais de 30 anos é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e pela Associação Médica Brasileira. Os céticos tem como único argumento que alguns estudos “científicos” comprovam que tais medicamentos não funcionam, bem esta que vos fala afirma com toda certeza que muitos dos tratamentos alopáticos, tão incensados pelos médicos, também não funcionam e, nem por isto, sai por aí fazendo campanha contra a medicina tradicional.

O mais correto, ao analisarmos este quadro, seria a busca de um caminho do meio, onde pacientes possam fazer uso da medicina tradicional e das Terapias Integrativas de Saúde como tratamento complementar e preventivo de  manifestações patológicas. O caminho do meio, na filosofia, é aquele caminho através do qual  o ser humano de liberta!

Muito embora, alguns dos ditos expoentes da classe médica, insistam na teoria que os medicamentos homeopáticos não funcionam, eu sou a prova viva que eles funcionam e muito bem. Desde os três anos sofria crises severas de amigdalite, que prontamente eram tratadas com antibióticos, a cada crise, mais potentes…Aos 15 anos, resolvi tentar fazer uso de homeopatia, para prevenir tais crises (3 por ano) e, desde então, só me lembro de ter tido mais 2 crises…Hoje, nem sei mais o que é dor de garganta…

Desde os 17 anos, sofria de dores constantes na articulação do joelho, fui a vários médicos renomados que sempre me deram como alternativas, remédios antiinflamatórios e até mesmo me sugeriram cirurgia. Como conheço algumas pessoas que sim, pasmem, foram vítimas de cirurgias mal feitas de joelho (aliás este fato é bem mais comum do que se imagina). Optei, até o ano passado, por viver com a minha dor e com um diagnóstico de “probleminha” no ligamento cruzado que se revelou errado.

O que sempre tive no joelho foi Condromalácia Patelar, que graças aos dignósticos errados daqueles médicos renomados, nestes quase 20 anos evoluiu de forma bastante acelerada. Meu atual ortopedista, sugeriu então que eu fizesse sessões de fisioterapia e que tomasse um condroprotetor (caríssimo) por pelo menos 8 meses…Perguntei a ele se não havia outra alternativa de tratamento e foi então que ele me sugeriu que buscasse a fitoterapia ou a homeopatia. Hoje, após um ano de tratamento com a homeopatia, voltei a correr e já não sinto mais as dores que antes eu sentia. Claro que, aliei à homeopatia 2 sessões semanais de Pilates.

Além dos tratamentos bem sucedidos para as inflações de garganta e dores no joelho, consegui me ver livre do uso de anti-histamínicos para Rinite Alérgica, hoje totalmente controlada através da homeopatia e do uso de Terapia Floral. E, também, já não sofro mais de crises de enxaqueca e tão pouco de cólicas menstruais. Estou muito feliz com a opção que fiz de aliar a medicina tradicional ( hoje somente usada em situações realmente necessárias) com os Terapias Integrativas de Saúde (que me mantem longe do uso contínuo de antiinflamatorios, anti-histamínicos e antibióticos).

Graças à prevenção proporcionada através da homeopatia e da Terapia Floral, nas raras vezes que precisei fazer uso de antibióticos (2 vezes nos últimos 10 anos), não precisei comprar os chamados Top de Linha, pois os mais básicos voltaram a dar conta do recado.

Assim como eu, outras pessoas de meu círculo profissional seriam plenamente aptas a dar seus relatos de sucesso com o uso da homeopatia aliada a medicina tradicional. Entretanto, apesar dos inúmeros depoimentos existentes neste sentido e apesar de tanto a Homeopatia como as outras Terapaias Integrativas de Saúde (entre eles a Terapia floral) serem recomendados pela Organização Mundial de saúde; seus críticos, em um último suspiro de desespero afirmam que o uso de tais tratamentos diminui a confiança do público na medicina tradicional, fazendo com que pacientes com doenças graves não procurem tratamento médico, conforme as palavras de Drauzio Varella: “Não conheço médicos que já não tenham atendido doentes seriamente prejudicados por práticas alternativas”, numa demonstração clara de total ignorância.

Ora, assim como ele conhece médicos que trataram pacientes advindos de tratamentos integrativos sem sucesso , conheço muitos médicos homeopatas e praticantes credenciados de terapias integrativas de saúde, que já trataram inúmeros pacientes mal diagnosticados e também vítimas de erros médicos, tratados por médicos adeptos da medicina tradicional. Então, por favor, nem tanto ao mar, nem tanto a terra, pois em todas as profissões encontramos charlatões e pessoas despreparadas.

Para aqueles que pesquisam a fundo o tema, que fazem uso da homeopatia e das terapias integrativas de saúde, associados aos tratamentos convencionais, fica evidente que a recusa pela procura destes últimos encontra-se ligada ao fanatismo de alguns médicos praticantes da homeopatia, que pregam a não necessidade e o abandono total da medicina tradicional. E, além disto, a já descrença da população, que encontra-se cansada de tomar remédios (ratos de laboratório modernos) desnecessariamente ou que não apresentem os resultados esperados.

Como usuária e Terapeuta Floral, afirmo que  as Terapias Integrativas de Saúde  associadas à medicina tradicional, tem-se revelado muito eficazes, reduzindo enormemente o tempo de tratamento de algumas enfermidades e também prevenindo muitas delas. Ou seja, ao meu ver seu uso e sua prática, em última análise, se bem empregadas em um longo espaço de tempo, não representariam um gasto aos cofres públicos, mas sim uma economia substancial! Fato este, que claro, não seria interessante nem à indústria farmacêutica alopática (que deixaria de ganhar milhões) e nem àqueles profissionais da saúde, que em vez de se ocuparem da prevenção de doenças, só querem saber de encher seus consultórios de pacientes, para somente tratar do sintomas, sem nem se dar o trabalho de pesquisar as causas, por trás da enfermidade!

Enquanto a sociedade, como um todo, não exigir profissionais de saúde aptos à analise das causas e não tão somente das consequências, continuaremos reféns deste fabuloso “Capitalismo Médico e Farmacêutico”! Abram os olhos, enquanto é tempo, digam não aos movimentos que buscam limitar seu direito de escolha, que nada mais são do que limitadores da Democracia!

A prevenção é sempre a melhor opção!!!E, o Caminho do Meio, é o Caminho da Libertação!!!

Anúncios

12 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Joao Resende
    fev 04, 2011 @ 19:49:31

    Minha cara, o que se discute eh o carater CIENTIFICO da homeopatia, nao o relato de experiencias pessoais. Todos os que – como a senhora – vem a publico defender a homeopatia e os demais tratamentos alternativos, raramente apresentam argumentos que os sustentem do ponto de vista da ciencia. A senhora por acaso ja pesquisou como sao manipulados os remedios homeopaticos? Nem eh necessario arrolar conhecimentos cientificos mais profundos para demonstrar a total implausibilidade dos principios propostos por Samuel Hahneman para a confeccao dos remedios. O proprio Hahneman nao apresentou quaisquer evidencias dos efeitos terapeuticos dos produtos homeopaticos. Ele partiu de uma “ideia”, um axioma, que lhe veio aa mente como uma “iluminacao” religiosa. Um dogma. Isto eh, de que quanto mais se dilui a substancia ativa dos remedios, mais ela serah “potencializada”. Nas proporcoes adotadas por Hahneman, dificilmente se poderah encontrar sequer uma molecula da substancia ativa no total da solucao. O que Hahneman propunha era como se fosse um retorno aos tempos dos alquimistas. Ha, portanto, uma base metafisica na teoria de Hahneman. Tanto assim que ele se refere ao “espirito” da substancia, que recuperaria a “energia vital” do doente, desiquilibrada pelos “miasmas”…
    O que eh ate razoavel para a epoca (final do seculo XVIII), quando, em diversos setores, se tentava aliar aa Ciencia elementos religiosos. Ou vice-versa, como no kardecismo.
    Hoje, ate uma crianca acharia risivel se lhe propusessem tal maluquice.
    Acho que a senhora teria gasto menos tempo e menos dinheiro se, ao inves de se consultar com um homeopata, tivesse procurado uma benzedeira. Ou, quem sabe, o Padre Marcelo Rossi?

    Responder

    • aphoenix13
      fev 04, 2011 @ 20:34:51

      Caro João, Não tenho absolutamente nada contra usar alopáticos, quando necessários…Do meu ponto de vista e o meu Médico Homeopata também usa alopatia, acho que as pessoas devem ter direito de escolher o tratamento que lhes convém e não simplesmente serem castradas no seu direito de escolha, por médicos que tem medo de ver seus consultórios sem pacientes.
      Não me recuso a ir a médicos, simplesmente quero ser diagnosticada e poder escolher o melhor tratamento…
      Passei anos da minha vida em consultórios médicos, tendo diagnósticos, até alguns corretos, e quando eram corretos com tratamentos errados.A Minha mãe luta até hoje com um problema adquirido após uma mal conduzida cirurgia feita por indicação de um renomado médico e pasme ela nem precisaria da tal cirurgia, se tivesse sido corretamente tratada.
      Agora se acredito em homeopatia, ou no poder da oração, sinceramente o problema é meu. O que posso te dizer é que conheço pessoas totalmente céticas, que fizeram uso de homeopatia e “Terapias Integrativas de Saúde” (Estas reconhecidas amplamente pela Organização mundial de saúde” e utilizadas a Milênios, muito antes de Hannemann que só as popularizou e, hoje, estão felizes e libertas do uso de remédios para asma e rinite alérgica,por exemplo, ou ao menos, diminuiram e muito o uso dos mesmos. Eu, como disse, sou um bom exemplo disto!!!!
      Se tivesse procurado a homeopatia antes, com certeza teria gasto bem menos dinheiro, teria economizado uma fortuna em antibióticos, remédios para rinite alérgica, sem falar nos antiinflamatórios, remédios para enxaqueca e cólicas…
      A não ser que muito me engane, uma das maneiras de se comprovar a eficácia de um tratamento é através de relatos das pessoas que os utilizam, então meu caro, assim como os meus relatos servem para corroboram a eficácia de medicamentos alopáticos e também de suas reações adversas, ele também é suficientemente bom, para corroborar informações sobre a eficácia da Homeopatia e das outras Terapias Integrativas das quais faço uso!!!
      Uma coisa, com certeza, eu sei, caso vc seja médico…é claro…Nunca diria, desta água não beberei, mas se um dia te consultasse e vc me atacasse desta maneira, nunca mais te procuraria, afinal vc, como a maioria dos médicos, acha que o restante da população não médica é idiota e mais, ainda, ninguém tem o direito de atacar a fé do outro, usando-a como argumento desesperado!
      O sistema de saúde deste país só irá melhorar, quando médicos analisarem seus doentes não do ponto de vista da doença, mas sim da preservação da saúde! Prevenir as doenças é a solução, mas para isto, temos que saber da onde elas surgem e não somente estudar seus sintomas e diagnosticá-las depois do dano aparente!Por isto, eu previno e por enquanto estou muito satisfeita com a minha escolha!

      Responder

  2. FLavia
    fev 06, 2011 @ 12:36:41

    Jô, a ciência não se apóia em depoimentos pessoais, mas em estatísticas. Se em 1000 pessoas, 900 ficaram curadas, então se escreve uma tese, apresenta-se, etc.
    “O mais correto, ao analisarmos este quadro, seria a busca de um caminho do meio, onde pacientes possam fazer uso da medicina tradicional e das Terapias Integrativas de Saúde como tratamento complementar e preventivo de manifestações patológicas.” Claro, a pessoa usa a alopatia para ficar curada, e o placebo (homeopatia) como complemento (complemento para que mesmo???).
    “Desde os três anos sofria crises severas de amigdalite, que prontamente eram tratadas com antibióticos, a cada crise, mais potentes…Aos 15 anos, resolvi tentar fazer uso de homeopatia, para prevenir tais crises (3 por ano) e, desde então, só me lembro de ter tido mais 2 crises…Hoje, nem sei mais o que é dor de garganta…” Que coincidência incrível, eu também tive crise de amigdalite quando criança. Eram tantas vezes que quase operei. Mas com o tempo ela desapareceu. Sem alopatia e sem homeopatia. Hoje também nem sei o que é dor de garganta… Não é incrível? Não, não é. Simplesmente porque as crianças são mais sucetíveis a amigdalite que os adultos. Digite no Google “amigdalite é mais comum em crianças” e receberá 77.100 resultados (0,30 segundos) .
    Nos outros casos ou você aliou o Pilates ou a alopatia. Obviamente funciona. Se você acredita que está sendo curada pela homeopatia e não está se tratando com alopatia, passe a acreditar que você está se alimentando bem e seu corpo está produzindo anti-corpos necessários para combater as doenças do dia-a-dia (aliados a um estado psicológico equilibrado). Não sei se você ainda pratica corrida ou pilates, mas se faz isso, certamente é um milhão de vezes mais eficaz que os placebos da homeopatia. Com alimentação correta e prática de esportes a necessidade de alopatia também cai. Óbvio ou não?
    Alguns remédios homeopáticos (ao contrário dos alopáticos ou fitoterápicos) são tão diluídos, que não há moléculas do princípio ativo nas doses que as pessoas recebem. http://pt.wikipedia.org/wiki/Homeopatia

    Acho que se você se aprofundar no tema vai chegar à conclusão que o que está tomando é um placebo.
    O próprio sistema de saúde Britânico foi capaz de mudar de idéia e baniu homeopatia do sistema de saúde pública. Melhor reconhecer o engano que mantê-lo, não?http://jornalnacional.globo.com/Telejornais/JN/0,,MUL1501032-10406,00-HOMEOPATIA+NAO+TEM+COMPROVACAO+DIZ+ESTUDO+BRITANICO.html

    De qualquer forma, é provável que você esteja cuidando muito bem da sua saúde, pois consegue se manter bem com ajuda de remédios sem comprovação científica (florais, homeopatia). Ou seja, na verdade você se cuida tão bem, que nem precisa deles…

    Responder

    • aphoenix13
      fev 07, 2011 @ 08:29:09

      Flavia, a medicina baseada no uso de plantas medicinais ou complementação de elementos químicos faltantes, é utilizada desde sempre pelo homem, dando-se o nome que vc quiser a ela, Os índios são um exemplo vivo disto, as civilizações antigas já não mais presentes entre nós faziam a utilização de tecnicas praticas de cura integrativas, que só agora estão sendo reutilizads por nós…
      Quanto ao seu ponto de vista, bem cada um tem o seu e não posso fazer nada quanto a isto…Em Porto Alegre, apareceram apenas 5 manifestantes, no grande manifesto de vcs, prova que a sociedade médica não corroborou o Protesto mal Organizado.
      Cuido da minha saúde, do mesmo jeito que sempre cuidei, quanto a minha imunidade, ela melhorou muito com o uso do que vc chama de “placebo”, Alliás ela só melhorou depois que passei a fazer uso deles, assim como a anemia que me perseguia também.Não tem nada a ver com crença, já curei pessoas céticas, crianças, bebes e cães com uso da Terapia Floral. E, os cães, tanto quanto os bebês não tem ideia do que estão tomando.
      Uso homeopatia até mesmo, nas crises agudas de Rinite e de Asma/Bronquite tahttps://aphoenix13.wordpress.com/wp-admin/edit-comments.php#comments-formmbém.
      Ah! para finalizar, conheço vários adultos que sofrem de amigdalite, um deles era o meu marido, que após ter começado a fazer uso das essências florais, nunca mais teve uma crise (que duravam pelo menos 2 semanas).
      Mais sorte, na próxima manidfestação, pois a atual foi um fracasso, de público e de mídia!!!!

      Responder

  3. FLavia
    fev 06, 2011 @ 12:44:54

    Jô, só agora vi essa parte do seu texto: “utilizadas a Milênios, muito antes de Hannemann que só as popularizou ” Que milênios são esses? Antes ou depois de Cristo?
    Hannemann criou a homeopatia em 1796. Creio que na ocasião era muito difícil “popularizar” algo, tanto pelos meios de produção, quanto pelos meios de comunicação…

    Responder

  4. Rita Nunes
    maio 31, 2012 @ 16:55:16

    Não estou aqui para discutir o embasamento científico da Homeopatia. Isso, deixo para os estudiosos.
    Sou uma das que posso confirmar eficácia da Homeopatia. Há muito anos atrás e uma crise fortíssima de amigdalite, com febre que chegava próxima aos 40 graus, saí do médico alopata com uma prescrição de um medicamento chamdo Binotal 1000. Se o Binotal 500 já era fortíssimo, imagine o 1000…
    Ao sair do cosultório do médico, em um Centro Médico, procurei um homeopata entre os médicos do local e encontrei. Solicitei uma consulta, mas a agenda da médica estava cheia. Expliquei o caso e a recepcionista conseguiu me agendar como consulta extra. Saí da médica com uma prescrição de três medicamentos homeopáticos que tomava inicialmente a cada meia hora. Comecei no final da tarde e, no dia seguinte à tarde, já não tinha febre. Prossegiu com o tratamento por algum tempo, resultado: passei mais de vinte anos sem ter crise de garganta. Assim sendo, os meus filhos cresceram utilizando medicamentos homeopáticos e usam até hoje.
    Sou avessa ao fantatismo. Não quer dizer que por usar homeopatia, não possa usar medicamento alopático, se necessário.
    Cheguei até esse blog porque tenho condromálacia patelar e meu joelho tem inchado com frequência há um ano. Em uma consulta o médico prescreveu antiinflamatório, tomei pelo prazo recomendado, resultado: poucos dias depois o joelho estava inchado novamente. Comprei Arnica (homeopática) por contra própria e comecei a tomar. O joelho desinchou e há 30 dias não incha. Como não quero acreditar apenas na sorte de ter encontrado a Arnica, marquei consulta com um homeopata para os próximos dias.
    Consegui, também, melhorar totalmente de um problema na cervical com acupuntura. Antes o incômodo era tão forte que causava enxaqueca, agora, depois do tratamento com uma sessão a cada 15 dias, pelos menos, não sinto mais dor.

    Responder

  5. luciana
    abr 26, 2014 @ 08:40:39

    Ola qual remedio seria indicado da homeopatia? Moro no interior e não tenho medicos homeopatas aqui, mas posso mandar fazer o remedio!

    Responder

    • Jô Jantsch R.
      abr 27, 2014 @ 19:12:53

      Olá Luciana, O site Maternare é apenas informativo, para indicação homeopática vc deve procurar um profissional habilitado, pois somente ele é apto a analisar a anamnese completa do seu caso e indicar a diluição exata da homeopatia.

      Responder

  6. Tati
    jul 28, 2015 @ 10:17:51

    Olá bom dia.
    Acabo de ser diagnosticada com condromalacia patelar e me animei muito com seu depoimento. Pois estava exatamente pensando no tratamento com homeopatia. Qual você utilizou? Qual era o seu grau? Também corro e vou ter de parar. Mas se tudo der certo como com você só por um tempo.
    Obrigada

    Responder

  7. ANA GOMES
    fev 22, 2017 @ 15:37:17

    Oi Jô! Achei seu blog por acaso, procurando as causas emocionais da condromalacia patelar (sim, sou uma amante do que os críticos denominam “placebos” e acredito na metafísica da saúde!). Também me animei muito com seu depoimento, pois a minha condromalacia (descoberta há alguns anos) está voltando a me incomodar fortemente, principalmente no joelho esquerdo, em um momento bem delicado de minha vida profissional. Você poderia me dar um norte, assim como fez com a Tati? Bjs e obrigada!

    Responder

    • Jô Jantsch R.
      fev 22, 2017 @ 20:14:30

      Oi Ana, claro que posso te dar dicas, atualmente faço tratamento com sessões de Reiki, com Terapia Floral e de Essências de Campos de Consciência e com suplementação de Omega 3 e Lithothamium (que substitui o Cálcio…Vou fazer uma nova Ressônancia esta semana pra ver como está o processo de degeneração…Mas, o que posso te dizer é que as dores diminuiram muito e tenho corrido dia sim dia não de 5Km a 8Km…Assim que tiver os resultados te aviso!!!
      Mas, o que posso te dizer é que por enqt não pretendo usar Condroitina…me dá um feedback depois de ler esta resposta, bjs
      Ah, se quiser vc também pode achar mais sobre o meu trabalho no meu outro blog: http://www.jjrterapiaintegrativa.wordpress.com
      bjs

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: