Procurando por Qualificação Profissional?

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Como vai a sua vida profissional?Meio parada? Precisando de uma atualização?

Sim, sei que no mundo em que vivemos, com cada vez mais trabalho e menos tempo disponível, tonar-se as vezes complicado ter tempo disponível para trabalhar e ainda se atualizar!

Pare e respire fundo, você alguma vez já pensou em realizar uma atualização profissional online através de uma plataforma EAD (de ensino à distância com certificação gratuita)?

Recentemente, em minha pesquisas na internet me deparei com uma plataforma de cursos online bem básica: Cursos Gratuitos com Certificado.

Pontos positivos do site:

  1. Possui possui algumas matérias sobre vida profissional (vestibular, Bolsas de Estudo no SENAC, entre outras) e também com algumas dicas de mercado de trabalho bem úteis (concurso públicos, Provas da OAB, Qualificação Profissional no Exterior, Dicas de Português…).
  2. Disponibiliza cursos destinados a profissionais empreendedores que já atuam em negócio próprio ou que pretendem abrir um negócio seu. E, também sobre a Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa.

Pontos negativos do site:

  1. Em, um primeiro momento, ele parece bem confuso, com muitas propagandas e anúncios de produtos que não tem a ver diretamente com o conteúdo do site, a meu ver precisa ter um layout mais limpo e organizado. E, também, um área destinada especificamente. O Layout precisa ser melhorado e ser apresentado de uma forma mais limpa.
  2. Não há uma área destinada especificamente à apresentação dos cursos e como se dará a inscrição e a posterior certificação. Havendo apenas um botão de Faça a sua pergunta, que remete o usuário a outro site que imediatamente requer que o interessado se matricule para fazer alguma pergunta.

Por tudo isto, digo e repito, a meu ver o site, é uma plataforma básica e pouco competitiva, que precisa, além de uma mudança completa de Layout, oferecer mais opções de cursos de qualificação (em diversas áreas de conhecimento)!

 

 

 

Anúncios

E agora, o que farão os Órfãos da Terceira Via?

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

* Texto Publicado na edição Eletrônica, do dia 20/08/2014, do Jornal da Zona Sul.

Antes da trágica morte de Eduardo Campos, o representante da tão aclamada terceira via, opção de sistema de governo surgida da necessidade por Mudança, tínhamos um quadro político quase que definido para o terceiro turno: Dilma X Aécio e Dilma X Eduardo Campos. E, se com Aécio sendo vencedor do primeiro embate, não acreditávamos que seria possível uma real mudança; já com Campos eleito, muitos brasileiros passaram a crer que um Novo Brasil seria possível!

Entretanto, e infelizmente, a providência divina não quis assim!

Marina Silva (sucessora de Campos), até tem tentado personificar uma falsa persona inovadora, mostrando ao povo um lado um tanto quanto moderno (quase beirando a bizarrice), mas quem a acompanha e conhece a fundo o seu histórico de “lutas” sabe muito bem que ela, na realidade, representa o oposto disto, seu ideário político se apoia em um comunismo oportunista e falacioso, que não deu certo em nenhum lugar do mundo!

Marina, não governará para a sua Inovadora turma de Militantes (composta por uma maioria de universitários, brancos, com até 24 anos), que acreditam na Mudança prometida. Ela, os usará para angariar votos. E, quando vencer, se vencer, se bandeará para sua verdadeira origem: seus correligionários petistas acrianos, aqueles a quem ela nunca abandonou e que deram a seu marido Fábio Vaz, o cargo de Secretário Adjunto de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis, no Governo Tião Viana (PT). (Fábio justificou sua permanência no cargo até agosto deste ano dizendo que, muito embora, seja um crítico veemente do governo Petista a nível nacional, não vê a necessidade de entregar seu cargo, já que para ele o Governo petista do Acre é diferente). Marina é aliada do PT no Acre e guarda uma amizade muito próxima a Tião Viana e seu irmão Jorge Viana, ambos do PT.

Para aqueles que ainda duvidam do que estou dizendo, aqui vai um pouco do histórico de Marina Silva e de seus pensamentos:

*Sua primeira filiação político partidária foi no PRC (Partido Comunista Revolucionário), que propagava os ideais marxistas-leninistas dos primórdios do PT. Fundou a CUT no Acre, filiou-se ao PT. Foi Ministra do Meio Ambiente, cortou relações com governadores, empresários, investidores, e com Dilma Rousseff. Saiu do PT, foi para o PV, como nele não conseguiu impor seus ideais e nem virar uma grande expoente, decidiu finalmente criar o seu próprio partido: a Rede Sustentabilidade.

a) Ela levanta a bandeira da ética, da moral e dos bons costumes, mas pensando bem onde ela estava no início do escândalo do Mensalão? No PT! E, o que ela fez quanto a isto? Nada, não entregou seu cargo e nem pediu para sair do partido. Enfim, ela, em nenhum momento, achou que a corrupção de seus colegas fosse motivo relevante para romper com o partido.

b) Em 2003, foi alçada ao cargo de Ministra do Meio Ambiente do governo Lula e, sim, só pediu para sair do partido quando percebeu que iria ser trolada, pela então Ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, na corrida pela vaga presidencial. Ou seja, em outras palavras, ela saiu do partido por interesse próprio e não por divergência ideológica ou por contrariedade ao comportamento corrupto de seus companheiros de legenda.

c) Até mesmo Eduardo Campos, quase teve que comer o pão que o Diabo amassou, ao ver alguns de seus aliados mais importantes o abandonarem, depois de decidir-se por Marina como vice. E, não só isto, a aliança, não se provou tão boa quanto Campos esperava, acabou por fazê-lo perder votos no RJ, em SP, MG e GO.

d) A Aliança com Campos, era apenas transitória, assim como foi com o PV, afinal ela sempre pula fora, quando uma aliança não lhe dá o tão sonhado poder! Em nota oficial, publicada em 26 de junho, a Rede Sustentabilidade deixou claro, que com a homologação do Registro do Partido na Justiça eleitoral, seus militantes (incluindo Marina) vinculados ao PSB, viriam a se transferir para a legenda de origem, sem sanções partidárias.

E, para corroborar a fuga iminente, ela já se encontra inconformada com a possibilidade de ter que assinar uma carta de Compromissos com o PSB.

e) Ela de forma alguma abandonou o Pensamento Petista, muito antes pelo contrário, é uma das mais ferrenhas defensoras e apoiadoras do Decreto 8.243, o que instituiu a Política dos Conselhões Populares, instituindo na prática um Poder Judiciário Paralelo. Para ela, o que importa mesmo é que as ideias da militância passem por cima da democracia representativa constitucionalmente instituída. Aliás, Constituição, pra quê?

f) Ela é contra o Agronegócio. Sim, isto mesmo, durante seu Ministério deixou isto bem claro. Ela deixava de lado projetos de infraestrutura (“esquecia” pedidos de licenças ambientais), fazia de tudo para atrasar empreendimentos públicos e privados, perdeu-se inúmeros investidores.

E, como se não bastasse durante a votação do Código Florestal, uma de suas propostas (ainda bem que não foi adiante), obrigaria os produtores de grãos e carnes deste país a reduzir suas áreas de investimento. Como podemos acreditar que ela quer o melhor para o país, se este mesmo país é totalmente dependente do Agronegócio, posto que é ele que está a nos salvar da falência completa?

e) Alguém já se perguntou, o que diabos é a Rede Sustentabilidade? Pois bem, se o PV, anos atrás surgiu como a vertente politicamente correta e Light/Diet do PT; a Rede Sustentabilidade, nada mais é, do que a versão universitária, politicamente mais organizada e autoritária do MST/MTST.

f) Até 1997, era católica. Agora, pertence a assembleia de Deus. Católica ou Evangélica, nunca abandonou as ideologias marxistas de combate à livre economia, à propriedade privada e ao agronegócio.

g) Nas últimas eleições se declarou Neutra, deixando seus 20 milhões de eleitores sem saber o que fazer. Mas, ela entretanto, soube jogar muito bem, pois declarando-se neutra, ajudou a eleger Dilma!

Se Marina for eleita Presidente e colocar suas garras de fora, como há tanto tempo anseia, poderemos de vez entrar em um Estado Não Democrático, regido por uma presidente sem habilidades de negociação que, possivelmente, nos conduzirá a uma crise política sem precedentes.

Por estas e por outras, se eu fosse uma das órfãs de Eduardo Campos, estaria sim, me sentido num mato sem cachorros. Já que, votar em Marina pensando que alguma coisa mudará, é sim, trocar seis, não por meia dúzia, mas por uma dúzia inteira de xiitas intransigentes!

O ideário da Terceira Via se acabou e com seus órfãos ficaram as incertezas: apoiar Dilma e apostar na manutenção da situação atual; apoiar o PSDB e voltar ao “status quo” anterior ou quem sabe apoiar Marina e entregar o país ao comunismo falido e antidemocrático!

Atendimento T.H.O.S. não é 10 é 1000!

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Em dezembro do ano passado, ganhei do meu maridão um IPad e assim que ele chegou em casa comecei a procurar por uma Case para ele. Não queria algo comum, portanto comecei a pesquisar nos sites americanos e na própria Apple que, infelizmente, apesar de ter o produto que escolhi (uma Case de couro vermelha que vira uma bolsa) não enviava o produto para o Brasil e a Apple daqui ainda não havia recebido o produto.

Depois de alguns dias de pesquisa, consegui achar o site do fabricante e, para minha surpresa, eles não só faziam vendas pelo site, mas também entregavam no Brasil…Após trocar alguns e-mails com a fabricante do produto (sim a Case é fabricada artesanalmente), optei por um certo modelo, entrei no site fiz a compra, paguei a vista com cartão de crédito o valor do produto, mais o do frete (U$179).

Assim que a compra foi confirmada, recebi uma notificação da fábrica dizendo que assim que ela fosse postada receberia o Número de Rastreio, tudo belezinha até aí….Passou uma semana e nada, dei mais um tempo já que era época de Natal e Ano Novo e sempre as entregas, neste período costumam atrasar…No começo de janeiro recebi um e-mail, onde a fabricante pedia mil desculpas, mas infelizmente o modelo de Case escolhido por mim, devido as vendas na Apple, estava esgotado em seu estoque e que só haveria a possibilidade de me entregar o produto em dois meses…Ela dizia ainda, que sabia que era muito tempo de espera, então se eu aceitasse a troca do produto escolhido por outro mais completo e obviamente mais caro, ela me enviaria naquele instante o produto…

Escrevi para ela perguntando qual seria a diferença de custos, prontamente ela me respondeu dizendo que o produto custava U$50 a mais, mas que não me preocupasse, pois como o erro havia sido da loja ela não me cobraria a diferença.

No começo de março, recebi a minha Case (ficou retida quase um mês na Receita Federal), fui ao correio paguei os impostos e qual não foi a minha surpresa, quando ao abrir o pacote havia uma carta de desculpas, que dizia que devido a todos os problemas e atrasos sofridos, a empresa decidira não me cobrar pelo produto e nem pelo frete.

Como se vê, nos USA a máxima “o Cliente sempre tem razão” ainda é válida e eles presam muito as relações comerciais, ao contrário do que acontece no Brasil. Onde, em alguns casos, ficamos esperando durante meses nossas encomendas e quando elas chegam erradas temos ainda que arcar com o segundo frete (de devolução), para só assim talvez termos estornado os valores pagos pelo produto, um verdadeiro absurdo!

Enquanto comerciantes americanos arcam com suas responsabilidades, os brasileiros não assumem simplesmente nenhum risco!

Parabéns T.H.O.S. pelo excelente tratamento dispensado ao cliente!

Precisa-se de Matéria-Prima para construir um País

João Ubaldo Ribeiro

A crença geral anterior era que Collor não servia, bem como não serviam Itamar e nem Fernando Henrique. Agora dizemos que Lula não serve. E o que vier depois de Lula também não servirá para nada.

Por isso estou começando a suspeitar que o problema não está no ladrão corrupto que foi Collor, ou no inepto do Itamar, ou na falsidade que foi FHC, ou na farsa que é o Lula. O problema está em nós.  Nós como POVO. Nós como matéria prima de um país. Porque pertenço a um país onde a “ESPERTEZA” é a moeda que sempre é valorizada, tanto ou mais do que o dólar. Um país onde ficar rico da noite para o dia é uma virtude mais apreciada do que formar uma família, baseada  em valores e respeito aos demais. Pertenço a um país onde, lamentavelmente, os jornais jamais poderão ser vendidos como em outros países, isto é, pondo umas caixas nas calçadas onde  se paga por um só jornal E SE TIRA UM SÓ JORNAL, DEIXANDO OS DEMAIS ONDE ESTÃO.

Pertenço ao país onde as “EMPRESAS PRIVADAS” são papelarias particulares de seus empregados desonestos, que levam para casa, como se fosse correto, folhas de papel, lápis, canetas, clipes e tudo o que possa ser útil para o trabalho dos filhos …e para eles mesmos. Pertenço a um país onde a gente se sente o máximo porque conseguiu “puxar” a tevê a cabo do vizinho, onde a gente frauda a declaração de imposto de renda para não pagar ou pagar menos impostos. Pertenço a um país onde a impontualidade é um hábito. Onde os diretores das empresas não valorizam o capital humano. Onde há pouco interesse pela ecologia, onde as pessoas atiram lixo nas ruas e depois reclamam do governo por não limpar os esgotos. Onde pessoas fazem “gatos” para roubar luz e água e nos queixamos de como esses serviços estão caros. Onde não existe a cultura pela leitura e não há consciência nem memória política, histórica nem econômica. Onde nossos  congressistas trabalham dois dias por semana para aprovar projetos e leis  que só servem para afundar aos que não têm, encher o saco aos que tem pouco e  beneficiar só a alguns.

Pertenço a um país onde as carteiras de motorista e os certificados médicos podem ser “comprados”, sem fazer nenhum exame. Um país onde uma pessoa de idade avançada, ou uma mulher com uma criança nos braços, ou um inválido, fica em pé no ônibus, enquanto a pessoa que está sentada finge que dorme para não dar o lugar. Um país no qual a prioridade de passagem é para o carro e não para o pedestre. Um país onde fazemos um monte de coisa errada, mas nos  esbaldamos em criticar nossos governantes.

Quanto mais analiso os defeitos do Fernando Henrique e do Lula, melhor me sinto como pessoa, apesar de que ainda ontem  “molhei” a mão de um guarda de trânsito para não ser multado. Quanto mais digo o quanto o Dirceu é culpado, melhor sou eu como brasileiro, apesar de que ainda hoje de manhã passei para trás um cliente através de uma fraude, o que me ajudou a pagar algumas dívidas.  Não. Não. Não. Já basta.

Como “Matéria Prima” de um país, temos muitas coisas boas, mas nos falta muito para sermos os homens e mulheres que nosso país precisa. Esses defeitos, essa “ESPERTEZA BRASILEIRA” congênita, essa desonestidade  em pequena escala, que depois cresce e evolui até converter-se em casos de escândalo, essa falta de qualidade humana, mais do que Collor, Itamar, Fernando Henrique ou Lula, é que é real e honestamente ruim, porque todos eles são brasileiros como nós, ELEITOS POR NÓS. Nascidos aqui, não em outra parte…

Me entristeço. Porque, ainda que Lula renunciasse hoje mesmo, o próximo presidente que o suceder terá que continuar trabalhando com a mesma matéria prima defeituosa que, como povo, somos nós mesmos. E não poderá fazer  nada… Não tenho nenhuma garantia de que alguém o possa fazer melhor, mas enquanto  alguém não sinalizar um caminho destinado a erradicar primeiro os vícios que temos como povo, ninguém servirá. Nem serviu Collor, nem serviu Itamar, não serviu Fernando Henrique, e nem serve Lula, nem servirá o que vier. Qual é a alternativa? Precisamos de mais um ditador, para que nos faça cumprir a lei com a força e por meio do terror?

Aqui faz falta outra coisa. E enquanto essa “outra coisa” não comece a surgir de baixo para cima, ou de cima para baixo, ou do centro para os lados, ou como queiram, seguiremos igualmente condenados, igualmente estancados….igualmente sacaneados!!!  É muito gostoso ser brasileiro. Mas quando essa brasilinidade autóctone começa a ser um empecilho às nossas possibilidades de desenvolvimento como Nação, aí a coisa muda…  Não esperemos acender uma vela a todos os Santos, a ver se nos mandam um Messias.

Nós temos que mudar, um novo governador com os mesmos brasileiros não poderá fazer nada. Está muito claro.. Somos nós os que temos que mudar.  Sim, creio que isto encaixa muito bem em tudo o que anda nos acontecendo: desculpamos a mediocridade mediante programas de televisão nefastos e francamente tolerantes com o fracasso. É a indústria da desculpa e da estupidez. Agora, depois desta mensagem, francamente decidi procurar o responsável, não para castigá-lo, senão para exigir-lhe (sim, exigir-lhe) que melhore seu comportamento e que não se faça de surdo, de desentendido. Sim, decidi procurar o responsável e ESTOU SEGURO QUE O ENCONTRAREI QUANDO ME OLHAR NO ESPELHO. AÍ ESTÁ. NÃO PRECISO PROCURÁ-LO EM OUTRO LADO.

E você o que pensa?…Ao menos me diga!

%d blogueiros gostam disto: