Feriados/Dias Festivos: Com qual dos 3 feriados tipica e verdadeiramente brasileiros, você (Brasileiro) se identifica?!?hahaha

Entra ano e sai ano e, quando chegamos ao último dia de outubro, a polêmica é sempre mesma: por que devemos deixar nossas crianças aproveitarem o Halloween?!?Nem é um feriado brasileiro, e bla,bla, bla…

Então para desmistificar tal polêmica resolvi lançar o desafio: vc Brasileiro, que se acha tão patriota e acha que não devemos comemorar o Halloween (por ser uma data festiva americana, hahaha, só aí vc já demonstra sua ignorância), se identifica com qual  dos 3 feriados nacionais tipica e verdadeiramente brasileiros?


1 de janeiro – Dia da Fraternidade Universal/Confraternização Universal/Dia Mundial da Paz/Dia Internacional da Paz:

  • 1910 – PORTUGAL
  • 1935 – BRASIL
  • 1967 – Dia Mundial da Paz – VATICANO
  • 1981 – Dia Internacional da PAZ – ONU

CARNAVAL – Móvel:

  • História do Carnaval remonta à Antiguidade, tanto na Mesopotâmia quanto na Grécia e em Roma.
  • O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Santa Cruz de Tenerife, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspiraram no Carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas. 

PÁSCOA – Móvel:

  • A sua origem está contida nos rituais pagãos e remonta a séculos antes do nascimento de Cristo.
  • A Páscoa também já era celebrada pelos judeus antes do nascimento de Jesus mas sem qualquer sentido religioso. Era festejada como o dia da liberdade, após anos de escravidão no Egipto.

  • Já para a civilização cristã, a palavra “Páscoa” tem origem na palavra hebraica “Pessach” que significa “passagem” pois celebra o renascimento de Jesus Cristo e sua ascensão ao céu dois dias depois da sua morte na cruz (sexta-feira santa).

  • A Lebre da Páscoa (para nós Coelho) foi escolhido pelos povos anglo-saxões da era pré-cristã como a figura representativa da fertilidade, devido à sua característica de se reproduzir rapidamente e em grandes quantidades.

  • Ovos de Páscoa: Sabe-se que os sacerdotes druidas escolheram a imagem do ovo como seu símbolo. Os chineses tinham o hábito de pintar ovos de pata para celebrarem a vida que deles nasce.No antigo Egito, Pérsia, Grécia e Roma os ovos eram dados como presente para celebrar a chegada da Primavera e eram cozidos e comidos durante as celebrações. Estas culturas consideravam o ovo como símbolo do universo, como o princípio da vida.

    No entanto a relação do ovo com a Páscoa só chegou à Europa por volta do século XV. Supõe-se que foram os missionários e os cruzados que trouxeram para a Europa Ocidental o costume de se usar os ovos como presentes de Páscoa, que naquela altura eram pintados de vermelho para representar o sangue de Cristo. Os cristãos rapidamente adotaram essa tradição e o ovo passou assim a ser o um dos símbolos da época da ressurreição de Jesus Cristo.Por volta do século XVII aparecem os primeiros ovos de chocolate.


CORPUS CHRISTI – Móvel:

  • A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula “Transiturus” de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes.

21 de ABRIL – Tiradentes/Inconfidência Mineira 


1 de maio – Dia do Trabalho:

  • 1889 – FRANÇA
  • 1924 – Brasil

7 de SETEMBRO – Dia da Pátria – Proclamação da Independência


12 de OUTUBRO – NOSSA SENHORA APARECIDA – PADROEIRA DO BRASIL

  • 1492 – Descoberta da América por Cristóvão Colombo/Dia da Hispanidade
  • Columbus Day – Estados Unidos
  • Discovery Day – Bahamas
  • Día de la Raza / Día de Hispanidad – América Latina
  • Fiesta Nacional – Espanha
  • Día del Respeto a la Diversidad Cultural – Argentina
  • Día de las Américas – Uruguai
  • Ação de Graças – Canadá

31 de Outubro – Halloween/Samhaim:

  • Contrariamente a alguma opinião popular, a origem do Halloween pouco tem a ver com os Estados Unidos.Foi há cerca de uns 2000 anos atrás que o povo celta de França e das Ilhas Britânicas começou com a tradição do Halloween.Para esses povos o último dia de Outubro era comemorado como o feriado de Samhain, pois era considerado como o último dia de Verão e o início do Ano Novo Céltico.

  • Essa comemoração celebrava também outros aspectos da sociedade de então, tais como o final da última colheita do ano, o início do armazenamento de alimentos para o inverno, o retorno dos rebanhos dos pastos e o período de renovação das suas leis. Esse feriado era também conhecido como La Samon e como Festa do Sol.

  • Curiosamente o nome que perdurou até hoje foi o nome usado pelos escoceses, ou seja, Hallowe’en. A principal lenda celta ligada a esta festividade, relatava que naquele dia todos os espíritos das pessoas que haviam morrido durante esse ano, voltariam em busca de corpos vivos para os possuírem e assim viverem no ano seguinte.Esta crença tinha por base o fato do povo celta acreditar em todas as leis de espaço e tempo, pelo que achavam que era permitido que os mundos dos vivos e dos mortos se misturassem um com o outro, até porque, para eles, era considerada como a única forma de existência de vida após a morte. Mas, como é natural, os vivos não queriam ser possuídos pelos espíritos dos mortos e assim, quando chegava a noite do dia 31 de Outubro, apagavam as tochas e as fogueiras das suas casa para que elas se tornassem frias e desconfortáveis e vestiam fantasias para de seguida desfilarem de forma ruidosa pelas ruas, sendo tão destrutivos quanto possível, com o único intuito de assustarem os espíritos que buscavam corpos para possuir.

  • A designação de “Dia das Bruxas” nasceu nos Estados Unidos, quando em 1840 os costumes do Halloween foram para lá levados pelos emigrantes irlandeses.A engraçada brincadeira de “doces ou travessuras” foi adaptada de um costume europeu do século IX, chamado de “souling” (almejar).Os cristãos tinham o hábito de, no feriado religioso de 2 de novembro, conhecido como o Dia de Todos os Santos ou Dia das Almas, andarem de terra em terra a pedir “soul cakes”, (bolos de alma), que nada mais eram que pequenos quadrados de pão com groselha. E para cada bolo de alma oferecido, a pessoa que o recebia rezava uma oração por um familiar morto do doador. E porque se fazia isto? Porque se acreditava que com esta prática as almas que ainda permaneciam no limbo eram ajudadas a ir para o céu.


1 de Novembro – Dia de Todos os Santos:

  • Essa celebração teve origem em Antioquia no Oriente no século IV, e foi introduzida no Ocidente em Roma no século VI. A origem da festa remonta ao século IV. Em Antioquia celebrava-se uma festa por todos os mártires do primeiro domingo depois de Pentecostes. A celebração foi introduzida em Roma na mesma data, no século VI. No ano de 835 esta celebração foi transferida pelo papa Gregório IV para 19 de Novembro.
  • É também neste dia que logo pela manhã se juntam grupos de crianças que vão batendo de porta em porta pedindo às pessoas que lhes dêem os “santinhos” pela alma das pessoas que já morreram. As crianças levam nas mãos uma bolsa de pano e quando fazem o pedido às pessoas, elas dão o que querem ou podem, como por exemplo: dinheiro, maçãs, castanhas, rebuçados, nozes, bolos, chocolates etc.

    Leia mais em: http://www.portalsaofrancisco.com.br/calendario-comemorativo/dia-de-todos-os-santos
    Copyright © Portal São Francisco


2 de Novembro Dia de Finados/Dia dos Fiéis Defuntos:

  • 998 – FRANÇA.
  • No dia 02 de novembro, na maior parte dos países ocidentais, ocorre um dos mais importantes rituais religiosos da tradição cristã católica, isto é, o Dia de Finados.

15 de Novembro – Proclamação da República


25 de Dezembro – NATAL:

  • A celebração do Natal de Jesus foi instituída oficialmente pelo Papa Libério, no ano 354 d.C.

    Segundo estudos, a data de 25 de dezembro não é a data real do nascimento de Jesus. A Igreja entendeu que devia cristianizar as festividades pagãs que os vários povos celebravam por altura do solstício de Inverno.Portanto, segundo certos eruditos, o dia 25 de dezembro foi adotado para que a data coincidisse com a festividade romana dedicada ao “nascimento do deus sol invencível”, que comemorava o solstício do Inverno. No mundo romano, a Saturnália, festividade em honra ao deus Saturno, era comemorada de 17 a 22 de dezembro; era um período de alegria e troca de presentes. O dia 25 de dezembro era tido também como o do nascimento do misterioso deus persa Mitra, o Sol da Virtude.

  • Há muito tempo se sabe que o Natal tem raízes pagãs. Por causa de sua origem não-bíblica, no século 17 essa festividade foi proibida na Inglaterra e em algumas colônias americanas. Quem ficasse em casa e não fosse trabalhar no dia de Natal era multado. Mas os velhos costumes logo voltaram, e alguns novos foram acrescentados.
  • Árvores de Natal e Presépios: Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta.Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram morar na América durante o período colonial. A tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII.
  • Papai Noel: estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d. C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas. Foi transformado em santo (São Nicolau) pela Igreja Católica, após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos, ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal. Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.

31 de Dezembro – ANO-NOVO:

  • Os romanos foram os primeiros a estabelecerem um dia no calendário para a comemoração desta grande festa (753 a.C. – 476 d.C.) O ano começava em 1º de março, mas foi trocado em 153 a. C. para 1º de janeiro e mantido no calendário juliano, adotado em 46 a. C. Em 1582 a Igreja consolidou a comemoração, quando adotou o calendário gregoriano.

 

 

 

Anúncios

Cliente Riversides Shikki Madero é tratado assim…

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Diz a propaganda que “a vida é feita de decisões e que a cada momento fazemos opções que nos levam a um novo caminho….E, que o Riversides tem o privilégio de ser a escolha de centenas de pessoas.”

A rede inaugurada em 1992 sempre presou desde sua fundação por oferecer uma gastronomia diversificada e excelente. Entretanto, seu mais novo empreendimento, localizado na Zona Sul de Porto Alegre, O Riversides Shikki Barbecue & Asian Bistro, parece não estar muito empenhado em manter o padrão de qualidade, sofisticação e elegância dos outros empreendimentos da rede.

Desde sua inauguração, o Shikki vem lutando com problemas de atendimento, garçons mal treinados e a alta rotatividade da equipe são apenas alguns dos problemas do restaurante. Sou frequentadora regular do estabelecimento, mais na parte de Sushi confesso, no feriado do dia das crianças, fomos com um grupo de amigos jantar no Shikki…

Devo dizer, que naquela oportunidade, o atendimento se esmerou na arte de ser ruim, chegamos e fomos rapidamente estacionados em uma mesa, o garçom pegou os pedidos e mais de 30 min. depois as primeiras bebidas foram servidas e isto foi só o começo da saga que se fez mais ou menos assim:

1) As bebidas demoraram para ser servidas e ao final foram cobradas em duplicidade, fato este acontecido não somente naquele dia, mas também com outras pessoas com quem falei.

2) Como se não fosse suficiente o problema de termos que implorar para os sushimen cortarem sashimis, eles o fazem de extrema má vontade e em quantidade insuficiente. E, naquele dia, ainda por cima o salmão estava congelado e um dos sushimen estava trabalhando como dedo cortado! (Fiquei sabendo que um dos meus vizinhos passou 3 dias com infecção intestinal, após fazer uma refeição no Madero).

3) Assim, que sentamos pedimos 7 Temakis, jantamos e duas horas depois os Temakis ainda não tinham sido servidos, procurei o gerente e qual foi a resposta: Desculpe, mas estamos com problemas com os Temakis, mas aqui está um pires de Monte Fuji (uma cópia bem mal feita do Sashiburi, por sinal)…Hahaha, imagine a cena, um pires de Monte Fuji para 7 pessoas que ordenaram 7 Temakis e que mal conseguiram comer um pouco de sashimi. Fala Sério?Sem noção!

Se continuarem assim, o restaurante vai rapidinho deixar de ser uma extensão de nossas casas e passaremos a fazer nossos momentos em outros lugares, afinal não há custo-benefício que justifique este tipo de atendimento!

Da Discriminação devido à Orientação Sexual – (24 Dias…+3000 visitas!!!)

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Hoje chegaremos às 3000 visitas, mas é com grande tristeza e revolta que venho por meio deste espaço tratar de um assunto muito sério “A Discriminação devido à Orientação Sexual”. Muitos podem estar se perguntando o motivo pelo qual escolhi este assunto…Bem, nesta semana um amigo, durante uma animada conversa sobre vários assuntos polêmicos, me contou com ares de desgosto e indignação que em 2008 foi a um Tradicional Bar da Cidade Baixa em Porto Alegre acompanhado por um casal de amigos gays, o casal ao entrar no estabelecimento estava de mãos dadas (comportando-se ao meu ver dentro dos padrões sociais normais, afinal se uma casal hetero anda de mãos dadas, porque eles não podem fazer o mesmo), tão  logo o grupo sentou-se os garçons começaram a fazer piadinhas de mal gosto e a dar tapinhas tirando sarro.

Eles engoliram em seco e continuaram no bar, até omomento em que pediram uma cerveja e o garçom disse que eles teriam que sair do bar, posto que lá não se prestava serviço a pesssoas daquela orientação sexual. Então, eles dignamente, apesar de chocados, se levantaram e procuraram por outro estabelecimento. Sinceramente, fiquei tão angustiada com o fato, que decidi escrever algumas mal traçadas linhas sobre o assunto.

Todos nós, cidadãos conscientes, sabemos que a noção sobre a orientação sexual é bastante recente em nossa legislação, sendo defendida mais seriamente dentro dos Direitos Humanos e mais recentemente tratata pelo Direito Civil. Infelizmente, ainda é muito comum, apesar de todos os esforços empreendidos na busca pelo seu livre exercício digno, ver-se atitudes como esta descrita acima, crivadas pelos preconceitos tão severamente plantados em nosso sistema de valores sociais e padrões comportamentais.

Cientificamente falando, a orientação sexual é conceituada como sendo a atração emocional, sexual ou afetiva por outra pessoa, que ocorre durante um certo perído de tempo e que abrange desde a heterossexualidade exclusiva até a homossexualidade exclusiva, passando neste caminho pelas várias formas de manifestação de bissexualidade e de pansexualidade.

Ela se difere do comportamente sexual, pois enquanto àquela diz respeito aos sentimentos e à auto-determinação, este trata da forma como as pessoas expressam ou não suas orientações sexuais através de suas atitudes. O meio jurídico, como um todo, tem ou deveria ter como obrigação zelar pelo direito de livre-exercício da sexualidade, aplicando ao caso concreto os princípios da Igualdade e da Não-Discriminação presentes em nossa Constituição Federal, afim de, em última análise, assegurar a justiça social e de promover a garantia à dignidade de todas as pessoas.

São instrumentos importantes e com certeza aplicáveis aos casos de discriminação devido a orientação sexual: a Orientação nº111 da OIT (1968); o Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos(1966); a Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher (1981); a Convenção contra a Tortura e outros Tratamentos ou Penas Cruéis, Desumanos ou Degradantes (1984); a Convenção sobre os Direitos da Criança  (1989); o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (1993); o Relatório Especial Sobre Execuções Extra-Judiciais, Arbitrárias ou Sumárias e o Relatório Especial Sobre a Violência Contra as Mulheres.

No Brasil, especificamente, o tema infelizmente é tratado a passos de tartaruga, tendo sido normatizado em algumas esferas como a Trabalhista e a Previdenciária. Mas, não é só de más notícias que se faz o mundo, não é mesmo? Pois bem, em abril de 2010, afim de coibir a prática de discriminação a Câmara aprovou um Projeto de Lei, que agora encontra-se no Senado e que provavelmente vai ficar parado por lá até o ano que vem (para depois da Posse Presidencial), que transforma em crimes a discriminação e o preconceito por orientação sexual.

A partir de sua aprovação pelo Senado e da Homologação pelo Presidente da República, atitudes como as praticadas pelo estabelecimento em questão, como impedir o acesso ou recusar atendimento a homossexuais ou de proibir cenas de afeto serão punidas com prisão de 1 a 3 anos. E, mais, quem de qualquer forma praticar, induzir ou incitar a discriminação contra homossexuais, além de prisão, ficará sujeito ao pagamento de multa!

Vamos, além de torcer, lutar para que mais este importante passo seja dado rumo a uma sociedade mais justa, digna e igualitária!

CowParade, Porto Alegre a capital dos Bárbaros Sem Cultura!

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Apesar de centenas de pessoas terem lotado o Cais do Porto, na noite do dia 7 de outubro, para o lançamento oficial da CowParede em Porto Alegre, evento no qual as 81 vaquinhas da exposição arrancaram suspiros e diversos elogios daqueles que estavam presentes. Elas, as vaquinhas, já não tiveram a mesma sorte após expostas a céu aberto, nas ruas da capital.

Já, na primeira madrugada uma delas a Cowó(p)tica do Artista Luccas Della Costa foi vítima de uma breve abdução, na qual teve sua pintura estragada. E, apesar de ter sido retornada ao seu berço esplêndido no dia seguinte, a alegria dos Porto-alegrenses durou pouco.

Neste final de semana, outras vacas sofreram ataques de vandalismo, como a Mecanicow de Marcos Torres, que foi pichada durante a madrugada. Ainda bem, que para sorte de todos nós, ela, como todas as demais, havia recebido um tratamento anti-pichação, o que facilitou sua limpeza e a restituição as suas qualidades originais.

Outras, porém, já não tiveram tanta sorte assim, por exemplo a Ilusão Cówtica, obra de Elisa Fernandes Sá, foi vitimada não por um, mas por dois incêndios, na madrugada deste domingo, tendo sofrido danos que ainda não sabemos se poderão ser reparados. Outras duas vacas, respectivamente, tiveram sua pintura arrancada e a placa de identificação roubada.

Um imigrante japonês, que reside no país há 40 anos, não poderia ter resumido melhor o acontecido, disse ele: “Isso é resultado da falta de cultura e de educação do povo”.

Um povo que não sabe apreciar a arte e suas própria cultura e que não tem respeito pelo trabalho de seus próprios artistas, a meu ver nem dece ser chamado de povo, mas quem sabe e tão somente de bárbaros sem cultura!

E a vaca voltou….VIVA!!!!!

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Para comemorar as + de 1000 visitas em 6 dias, nada melhor do que fazer pública a minha alegria ao saber que a Cowó(p)tica foi devolvida ao seu berço esplêndido, entre as ruas Cel. Genuíno e Fernando Machado, no centro de Porto Alegre!

Muito embora, a versão explicativa do Caso do Sumiço da Vaca não esteja muito bem explicada, o fato é que temos que levantar as mãos para o céu, por ela ter voltado para nossa cidade apenas com um arranhão e, claro, também agradecer a todos aqueles que fizeram inúmeros apelos pela volta de nossa vaquinha! Afinal, foi devido às inúmeras manifestções de indignação, que a voz da consciência falou mais alto e aqueles que a tiraram de seu posto decidiram por bem devolvê-la!

Obrigada a todos aqueles que passaram por aqui durante estes 6 dias, principalmente àqueles que deixaram suas mensagens em meus artigos, voltem sempre e tragam novos leitores!

E, claro, não se esqueçam, visitem a CowParede e tirem muitas fotos!

Beijos….

CowParade em Porto Alegre, me vergonho de ser Porto-Alegrense!!!

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

 

Cowó(p)tica - Luccas Dalla Costa

 

O maior evento mundial de arte pública do mundo , a CowParade, chegou dia 8 de outubro em Porto Alegre, quando a cidade amanheceu tomada por 80 vaquinhas originalmente decoradas por diversos artistas gaúchos!

As vaquinhas da esposição são confeccionadas em tamanho natural, em fibra de vidro e decoradas por artistas locais, devendo ser exibidas em lugares públicos importantes e ser leiloadas após a exibição. Após o leilão, o valor arrecado é destinado sempre a instituições de caridade.

Ao todo, em nossa cidade foram expostas 80 vacas que deveriam permanecer em exposição a céu aberto até o dia 20 de novembro, quando seriam transferidas para o Shopping Bourbon Country, onde ficariam expostas até o dia do leilão, 01/12/2010, sendo a renda de sua venda destinada ao Funcriança, projeto de assitência social mantido pela Prefeitura de Porto Alegre, parceira deste projeto.

Infelizmente, enquanto alguns Porto-Alegrenses faziam planos de peregrinar por nossa cidade atrás das lindas vaquinhas da CowParade, uma delas (a Cowó(p)tica, do artista plástico Luccas Dalla Costa) foi furtada na madrugada do primeiro dia da exposição, envergonhando a todos nós! (A CowParade já foi apresentada em vários lugares do mundo e, até então, não havia relatos de furtos ).

Como cidadã desta cidade, Luccas peço-te as mais sinceras desculpas pelo ocorrido, deixando nestas linhas a minha indignação em relação a má educação do povo desta cidade, que demonstrou através deste ato não estar preparado para apreciar mostras culturais!

Desculpe-nos!

Ser Cliente Barra Shopping Sul é assim…

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro
Caso 1 – O começo da cobrança do estacionamento e funcionamento dos guichês de pagamento.Não sei se vcs leitores queridos lembram-se das alegações dos outros shoppings da capital para implementação da taxa de estacionamento.  Mas, caso não se lembrem, vou fazer uma breve menção…
Shopping Iguatemi – os funcionários do entorno do shopping vinham utilizando seu estacionamento, não permitindo que seus clientes o fizessem, compreensível, tendo-se em vista o numero de lojas e prédios comerciais da região.
Bourboun Country – Os clientes do Iguatemi começaram a largar seus carros no estacionamento em questão para não ter que pagar a taxa respectiva do Iguatemi, também bem compreensível.
Shopping Moinhos – Mesma justificativa do Iguatemi, com um agravante, como há um hotel atrelado ao shopping, muitas vezes os hóspedes não conseguiam vagas no estacionamento.
Praia de Belas – Seu estacionamento vinha sendo tomado pelos funcioários públicos, tanto da Justiça quanto por outros, pois há grande concentração de prédios públicos perto do shopping.
Barra Shopping Sul – Bem, ese só Deus sabe qual a hustificariva da cobrança de taxa de estacionamento, haja vista não haver nenhum prédio comercial ou assemelhado cujos funcionários seriam aptos a usar indiscriminadamente o estacionamento do shopping, que diga-se de passagem nunca está com o seu estacionamento lotado!!!
Outro problema interessante é que quando do comçeo da cobrança, fui ao cinema com o meu marido, estacionamos perto da entrada da Loja C&A, quando o filme acabou as 10:30 pm, nos dirigimos ao guichê de pagamento perto da nossa saída e qual não foi a nossa surpresa que o mesmo já estava fechado 9isso que as lojas encerram as atividades as 23h), tivemos que voltar até o meio do shopping para pagar o ticket e depois fazer todo o caminho de volta até o carro, durante toda nossa caminhada não achamo um segurança para nos prestar informações.Detalhe importante: a menina que nos atendeu durante o pagamento nos informou que o guichê deveria permanecer aberto até as 24h, devido ao horário do cinema e dos restaurantes.
Caso 2 – No dia 20 de junho, passei como sempre passo na frente do Barra Shopping, de carro, um dia de chuva intensa, qual não foi minha surpresa quando, de repente, vejo 4 adolescentes correndo em meio aos carros, as mesmas foram expulsas do shopping e o segurança do mesmo foi correndo atrás delas até que as coitadas atravassasem a rua. O segurança em nehum momento pensou que uma delas pudesse ser atropelada. Tudo bem que elas fossem retiradas do shopping, mas não dessa maneira, afinal se um motorista as atropelasse e viesse a matar uma delas ou  se uma grande batida tivesse acontecido, será que o shopping iria se responsabilizar pelos danos em questão?
Caso 3 – dia 29 de junho. Eu e meu marido fomos ao cinema novamente, chegamos ao shopping por volta das 20h, deixamos nosso carro no lugar anteriormente mencionado no caso 1. Quando a sessão acabou, para evitar problemas nos dirigimos ao guichê central de pagamentos (entrada central do shopping), efetuamos o pagamento e nos dirigimos ao nosso carro por dentro do shopping, ao chegarmos ´lá, qual não foi a nossa surpresa, não poderíamos sair , pois aquela saída já estava fechada, mais uma vez, não encontramos nenhum seurança no caminho, todos estavam na entrada que estava aberta. Resultado, tivemos que voltar até a entrada central e caminhar no vento, numa temperatura de mais ou menos 9ºC até o nosso carro. Um verdadeiro absurdo!!!
Por essas e por outras que pergunto, se justifica a cobrança de taxa de estacionamento?Pra mim, nada justifica  um shopping fazer o seu cliente andar no frio até o seu carro!!!Então que ficasse um segurança nas portas de acesso, ou que um deles acompanhasse os clientes a abrisse as postas para que possamos sair em segurança e sem sermos submetidos a grandes chances de pegarmos uma gripe ou pneumonia!!!

Entradas Mais Antigas Anteriores

%d blogueiros gostam disto: