Cosméticos “Verdes”, você usa?

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Sim, eles não são apenas a nova tendência mundial, mas também são a atual “menininha dos olhos” de muitos consumidores atentos à sustentabilidade ambiental e a preservabilidade da beleza de um modo mais natural.

Cosméticos “Verdes” são todos aqueles extraídos da natureza e, em muitos casos, aqueles que não fazem mal a ela. Mas, atenção, mesmo que eles tenham em sua composição ativos naturais cientificamente comprovados, eles trazem ainda alguns compostos químicos, necessários a obtenção de certas ações propostas por eles. Neste casos, o ativo natural age ao lado dos processos químicos, para minimizar os seus danos.

As matérias-primas naturais são menos agressivas à pele, ao cabelo e ao ambiente, além de preservarem a sua estrutura natural, diminuem substancialmente as chances de irritabilidade e alergias provenientes dos produtos. Graças aos processos biotecnológicos modernos, os ativos naturais são livres de solventes, o que possibilita formulações eficientes e suaves, que não prejudicam a natureza.

Apesar das inúmeras promessas, alguns especialistas discordam da afirmação de que os cosméticos verdes, também chamados de orgânicos, não produzem alergias,posto que qualquer substância é potencialmente apta a sensibilizar o organismo, seja ela sintética ou natural. Quanto à suavidade, os especialistas ensinam que, por exemplo, no caso de cremes antienvelhecimento, ela já não interessa tanto, pois uma certa acidez é necessária.

A comercialização deste produtos é recente e normas regulamentadoras ainda são necessárias, nenhum país possui regras oficiais que definam o que venha a ser um cosmético orgânico. Em outras palavras, suas certificadoras ainda não sabem dizer se eles devem somente contar com ingredientes orgânicos ou em que quantidade eles devam ser utilizados. o único consenso em relação ao assunto é que tais cosméticos não devem se testados em animais e nem conter matéria-prima transgênica.

A tendência atual dita que loções, cremes, óleos, shampoos, condicionadores e sabões orgânicos devam ser feitos de produtos naturais, sem a presença de parabenos, ftalatos e lauril sulfato de sódio e, ainda, acondicionados em embalagens recicláveis. Claro, que todos estes cuidados, elevam bastante o seu preço, significando em muitos casos um aumento de até 70% no seu valor final.

Falando agora do trio suspeito mencionado acima e do que é verdade em relação a sua vilania:

Parabenos: vendeu-se a ideia de que esta substância estaria intimamente ligada ao câncer de mama. O Inca (Instituto Nacional do Câncer) afirma que muito embora os parabenos sejam substâncias cancerígenas, não há nenhuma evidência comprovadamente científica da relação do uso de produtos que contenham esta substância e o desenvolvimento do câncer.

Ftalatos: apesar de já  estar comprovado que eles “mimetizam” o estrogênio, estimulando o crescimento das mamas. Muitos dos cosméticos verdes trazem em si este risco, já que a soja possui fitoestrógenos que poderiam trazer os mesmos efeitos.

Lauril Sulfato de Sódio: é o tensoativo de propriedades detergentes utilizado na maioria dos shampoos para produzir espuma, por ser muito agressivo pode causar irritações no couro cabeludo. E, apesar de ter sido veiculado que o produto teria potencial cancerígeno, a Anvisa não encontrou nenhuma publicação científica que corroborasse tal acusação.

Outros vilões:

Chumbo e Metais Pesados (Arsênico, Mercúrio, Alumínio, Zinco, Cromo e Ferro): o chumbo pode ser encontrado em batons e no corante das tinturas de cabelo. Os outros metais integram a composição de delineadores, esmaltes e pasta de clareamento dos dentes. Podem causar: anemia, alterações fisiológicas e de comportamento do organismo humano.

Amônia: substância e encontrada tanto em  tinturas de cabelo quanto em produtos de alisamento e relaxamento dos fios. Pode causar: queimaduras no couro cabeludo, irritação das vias aéreas, comprometimento da resistência e da elasticidade dos fios e queda dos mesmos.

Resorcinol (Corante): encontrado em loções e cremes esfoliantes. Pode causar: irritação na pele ( alergias ou vermelhidões).

Água Oxigenada (Peróxido de Hidrogênio): encontrada em descolorantes capilares. Pode causar: queimaduras, ressecamento dos fios e irritação cutânea.

Soda Cáustica (Hidróxido de Sódio): encontrada principalmente em produtos de alisamento capilar. Pode causar: queimaduras, forte irritação do couro cabeludo e, em contato com os olhos, pode levar à cegueira.

Diazolidinyl Urea e Imidazolidinyl Urea: encontradas em maquiagens faciais, cremes para as unhas e produtos para cabelos e pele. Podem causar: dermatites e irritação no couro cabeludo.

Guanidina: encontrada em produtos para fazer escova progressiva e alisamento capilar. Pode causar: irritação no couro cabeludo.

Benzofenona: encontrada em batons e em produtos com FPS, Pode causar: distúrbios hormonais.

Thimerasol: encontrados em máscaras de cílios, é um conservante a base de mercúrio. Pode causar: reações alérgicas e é uma conhecida neurotoxina.

Fenol: encontrado em hidratantes labiais. Pode causar: diarréia, desmaios, tontura e infertilidade, além de danos ao fígado quando absorvida ou ingerida em alta concentração.

Nylon e Poliéster: comuns em máscaras para cílios de definição, facilitam o efeito de volume e alongamento. Podem causar: dermatites de contato.

Por tudo isto, o mais certo é que o consumidor deve ficar atento ao comprar seus produtos de higiene pessoal, levando em consideração a seguinte classificação:

Cosméticos Orgânicos: compostos de 95% de matérias-primas orgânicas certificadas, o restante da formulação pode ser composta de água, matérias-primas naturais e não certificadas. Estes cosméticos são feitos de componentes cultivados sem agrotóxicos e retiraram de suas fórmulas tanto as substâncias sintéticas (corantes, fragrâncias e conservantes) quanto as derivadas do petróleo. No Brasil, somente as marcas Reserva Folio, Florestas e Magia dos Aromas conseguiram elaborar produtos totalmente orgânicos com a devida certificação do IBD (Instituto Biodinâmico) e da Ecocert, entidades responsáveis pela regulamentação destes produtos no país.

Cosméticos feitos com ingredientes ou matérias-primas orgânicas: compostos de 70 a 95% de matérias-primas certificadas, o restante da formulação pode ser composta de água, matérias-primas naturais e não certificadas.

Cosméticos naturais: compostos de pelo menos 5% de matérias-primas orgânicas certificadas, restante da formulação pode ser composta de água, matérias-primas naturais e não certificadas.

Cosméticos sustentáveis: elaborados com matéria-prima vegetal cuja extração não causa seu esgotamento na natureza e, ainda, promove o desenvolvimento das comunidades envolvidas no processo de plantio e colheita. É o caso dos cremes hidratantes a base de ativos originários da Amazônia da Natura, empresa pioneira no desenvolvimento de cosméticos verdes no Brasil.

Cosméticos recicláveis: são aqueles cosméticos comercializados por empresas preocupadas com a redução e a reciclagem das embalagens de seus produtos, afim de promover a preservação o ambiental. A Linha Nativa Spa, de O Botiário, por ter dispensado o uso de caixas de papel para o acondicionamento de seus frascos, é um bom exemplo destes cosméticos. Entretanto, na proposta de reutilização, a Natura é mais uma vez pioneira, afinal a sua portfolio conta com cerca de 140 produtos com refil, reduzindo assim, em média, 50% menos dos recursos naturais necessários à confecção das embalagens convencionais; ela, ainda, usa frascos plásticos reciclados para acondicionar os óleos corporais de uma de suas linhas, aumentando assim a vida útil dos aterros sanitários. Seguindo a linha de inovações no modo de acondicionamento, a La Façon passou a utilizar frascos oxibiodegradáveis em uma de suas linhas de hidratantes corporais, já que estes em contato com a luz e o calor prometem degradar-se em apenas 2 anos após sua fabricação.

Cosméticos pró-bichos: são aqueles produzidos por empresas (Avon, Ecologie e Surya Henna) que não os testam em animais.

 

Para não jogar dinheiro fora e gastar horas consertando a pele e os cabelos, segue abaixo a lista de alguns cosméticos verdes confiáveis:

MIDOLLO DI BAMBOO, ALFAPARF MILANO: produto utilizado no tratamento de reestruturação capilar de fios danificados, tem em sua fórmula os princípios ativos do extrato de Bambu (rico em proteínas, vitaminas e sais minerais) de ação profunda nos fios; proteínas de trigo (responsáveis por devolver o brilho e a maciez) e o óleo de algodão (que devolve o brilho e a elasticidade aos fios). A linha de tratamento é composta por produtos: shampoo, máscara, loção renovadora, spray de tratamento e ampola “Cauterization Serum”, esta última utilizada somente em cabelos que necessitem de uma nutrição ainda mais profunda.

RECONSTRUÇÃO PLÁSTICA DE ARGILA, CADIVEU: composta por argila branca (ação adstringente nos poros do couro cabeludo) que promete acelerar o crescimento dos fios, por açaí, aminoácidos revestidos e cisteína, que prometem trazer força, brilho e maciez. A aplicação é realizada com Shiatsu Capilar, técnica de massagem para obter o resultado ideal. Meninas, este eu posso garantir porque já fiz e estou louca para repetir, deixa os cabelos realmente maravilhosos e se vocês como eu usam produtos verdes na manutenção ela tem duração de cerca de 60-90 dias. Sendo que na minha humilde opinião o melhor shampoo de manutenção, neste caso, é o Very Liss da Mahogany.

LINHA LÓTUS, SCHWARZKOPF PROFESSIONAL:  composta de óleo de amaranto, flor de lótus azul (agente revitalizante) e aqualol, a máscara da linha Seah promete reestabelecer e manter a hidratação dos cabelos, através da prevenção da perda d’água e da retenção de suas moléculas hidratantes; ainda, como as demais promete condicionar, fortalecer, suavizar os fios deixando-os macios e maleáveis.

ANDIROBA AMAZÔNICA , MAXILINE: o tratamento é feito com três produtos (shampoo, revitalizador e finalizador), tendo em sua composição o óleo de  andiroba amazônica (cicatrizante e antisséptico) que promete deixar as madeixas sedosas e brilhantes, prevenindo a perda de água dos fios. É indicada para cabelos porosos, ressecados ou danificados.

HYDRARESCUE, REVLON: formulado com creatina (ativo restaurador e anti-quebra), vitaminas (A,E,B3 e H), extratos vegetais (jojoba, castanha de cavalo e de algas), o tratamento (Shampoo, Creme Hydra Rescue Repair – termoativado a 120ºC e Brilliant Hydra Elixir) é indicado para cabelos secos, frágeis, com pontas duplas e difíceis de desembaraçar, conferindo a eles hidratação e brilho intensos.

SHITAKEPLUS , BIO EXTRATUS: a linha de tratamento que conta com shampoo, condicionador, máscara, elixir nutritivo e finalizador termoprotetor, promete as usuárias brilho intenso, leveza e recuperação da fibra capilar, além de uma nutrição profunda e da reposição de sais minerais (Cálcio, Fósforo, Ferro e Potássio), através de sua fórmula inovadora a base de Shitake (Cogumelo asiático comestível, rico em antioxidantes, proteínas, aminoácidos e vitaminas B, C e D).

LINHA PH CARE , TÂNAGRA COSMÉTICOS: linha de produtos (shampoo, máscara, condicionador e leave-in) concebida para cabelos com mechas, luzes e balaiagens, tem em sua formulação a cera da casca de limão (hidratante e emoliente) e promete, além de uma profunda hidratação) a prevenção do ressecamento dos fios através da diminuição do tempo de secagem dos fios com secador.

AMPOLA MOISTURE REPAIR , MEDITERRANI PROFESSIONAL: o produto, rico em extrato de mel, queratina hidrolisada e extrato de pitanga, é indicado para os cabelos quimicamente tratados ou ressecados pela estilização constante; promete, na primeira aplicação (5 minutos), selar as cutículas dos fios, promovendo brilho e maciez duradouros.

KIT KERADVANCE EXPRESS , LUSTY: seus produtos (shampoo, máscara e leave-in) são formulados com proteínas da seda (brilho e elasticidade), extrato de chá verde (antioxodante, de ação antisséptica e adstringente) e manteiga de manga (emoliente e hidratante) e prometem além de uma hidratação intensa, brilho e elasticidade, o equilíbrio da oleosidade natural do couro cabeludo.

AQUALIZE TEXTURIZAÇÃO TÉRMICA, AMÓS: livre de formol e com duração aproximada de 20 lavagens, este processo de escova modeladora é composto por um shampoo de limpeza profunda (ácido de frutas e extrato de menta) com a função de abrir as cutículas dos fios, por um produto de texturização (Proteínas ácidas e óleo de Camelina), por uma máscara revitalizante (manteiga de manga, óleo de Canola e Óleo de Camelina) que condiciona e hidrata intensamente e por um composto de nanoproteína da seda que dá polimento aos fios.

SÉRIE NATURE, L’OREAL PROFESSIONEL: série de shampoos, condicionadores, máscaras e ampola de tratamento pré-shampoo, que segue rigorosamente as regras de formulação para a obtenção de um nível máximo de naturalidade, ou seja, seus produtos são livre de parabenos, não contem silicones, utilizam fragrâncias de origem 100% natural, alguns deles não usam corantes e outros usam corantes 100% naturais. Ainda, todos os frascos, além de serem recicláveis, são feitos de plástico reciclado pós-consumo.

Possui em seu portfolio 7 linhas de tratamento: Richesse (licopeno de tomate e óleo natural de soja) para cabelos ressecados, Re-Naitre (proteína de arroz) para cabelos extremamente sensibilizados, Cataplasme (pó de espruce e  cataplasma de ginseng) para cabelos sensibilizados e tingidos (uso exclusivamente profissional), Douceur d’ Huiles (óleos ativos de oliva e farelos) para cabelos rebeldes e indisciplinados, Pureté Naturelle (extrato orgânico de cavalinha) com propriedades antioxidantes, Infantil Tendresse (leite de pêssego) sem enxague e hipoalergênico e Abondance de Cacao (extrato de cacau, magnésio e vitaminas A, E e B2) para cabelos quimicamente tratados.

SLIMMING CAPILAR , KÉRASTASE: o tratamento conta em sua formulação com o complexo Cera-Trioleum, óleo de camelina (hidratação, maciez e brilho), óleo de damasco (nutrição interna) e  óleo de pracaxi (proteção hidrofóbica).

VITA SYSTEM, ANE ETHUN COSMÉTICA PROFISSIONAL: linha formada por 4 produtos (shampoo, condicionador, máscara e modelador de cachos) indicados para evitar o ressecamento de cabelos cacheados ou ondulados. Tem em sua fórmula fluído de abacate (restaurador da camada lipídica dos fios) rico em proteínas, ácidos graxos e vitaminas.

NEW COLOR EXTEND, REDKEN: linha composta por 5 produtos (shampoo, condicionador, máscara, spray e sérum) a base de óleo de cranberry e que promete além de evitar o desbotamento da cor, reparar, condicionar, proteger a fibra capilar das agressões ambientais, trazendo alto brilho e vitalidade máxima da cor.

COLORFIX , MATRIX: o tratamento antidesbotamento com máscara Biolage Delicate Care, composto por 3 produtos (shampoo, máscara e creme de pentear) não contem sulfatos e promete fixar a cor desde o primeiro dia de coloração, evitando a eliminação do pigmento através de um combinação de Complexo Antioxidante de Açaí e Óleo de Argan.

AGE REVITALIZE , FELITHI COSMÉTICOS: através do complexo Eco-Age, a linha anti-idade (shampoo, máscara e leave-in) promete trazer força as cabelos, alinhar as cutículas capilares, reduzir o frizz, dar brilho e suavidade e, ainda, prevenir futuros danos aos fios. Tudo isto através da combinação de ativos de maracujá, guaraná, cupuaçú, muru muru, pitanga e acerola com ativos tecnológicos ricos em vitaminas, silicones nobres e proteínas vegetais.

LINHA CDIOS ORGANICS, BOSSA NOVE: linha de tratamento capilar disponível para cabelos secos, oleosos e para todos os tipos de cabelo. Em sua composição são encontrados extratos naturais e óleos essenciais (chá verde, gengibre, erva-mate e camomila) e Óleo de Argan.

SUSTAINABLE BEAUTY MOVEMENT, VITA DERM: a linha composta por desodorante de sabonete corporal tem formulação 100% vegetal a base de ativos da Amazônia, sem conservantes, corantes ou fragrâncias artificiais.

LINHA SULFATE FREE, BELO FIO: especialmente desenvolvido para cabelos coloridos, seu ativo principal é o licopeno de tomate que combate o desbotamento dos fios. Sua fórmula é livre de sulfato de sódio, sal, corante e parabenos.

SAPIEN MEN, SURYA BRASIL:  linha orgânica desenvolvida especificamente para os homens e certificada pela ECOCERT. Conta com shampoo 2 em 1 (extratos orgânicos de Aloe Vera, acerola e bergamota, óleo essencial orgânico de hortelã, proteína hidrolizada de Amaranto, óleo de Cedro, óleo de laranja, óleo de pele de limão e magnésio),  gel modelador (extratos orgânicos de Aloe Vera e acerola, óleo essencial orgânico de hortelã, óleo de Cedro, óleo de laranja, óleo de folha de Cravo e Magnésio) ,  Shower Gel (extratos orgânicos de Aloe Vera e acerola, proteína hidrolizada de amaranto, óleo de Cedro, óleo de laranja, óleo de pele de limão, óleo de semente de macadâmia, manteiga de cupuaçú, magnésio e extrato de Saccharomyces), hidratante pós-barba, gel para barbear e esfoliante facial.

CURL & WAVE, GRANDHA: linha desenvolvida com ativos orgânicos da Amazônia e sem sulfato, promete  hidratação contínua e maior definição dos cachos.

BIO INTENSE, BUONA VISTA: linha de produtos profissionais para o rosto e corpo que promete a renovação celular sem causar alergias ou irritações, através de uma fórmula composta por ativos naturais de plantas e frutas, açúcares, proteínas, vitaminas e sais minerais.

ECO THERAPY, AMEND: linha de produtos capilares a base de ativos vegetais orgânicos, sem corante artificiais ou derivados do petróleo, para cabelos quebradiços, mistos e oleosos, secos ou coloridos.

HIMALAIA, ARVESIS: linha composta por shampoo, condicionador, loção corporal hidratante e sabonete líquido, que visam diminuir o acúmulo e os estragos causados pelo excesso de química dos produtos convencionais. E, também, refrescar, hidratar, prevenir o envelhecimento da pele e dos cabelos que ocorre principalmente no verão. Os produtos tem uma formulação exclusiva, rica em ativos exóticos, naturais e orgânicos: Amaranto, óleo de Café e de Cacau; e, sem a adição se sulfatos, parabenos, óleos minerais, corantes, sal e ingredientes de origem mineral. Totalmente biocompatíveis com a natureza orgânica e fisiológica de nossa pele.

SEEJA, GISELE BÜNCHEN: linha de produtos não testada em animais, composta de conservantes naturais e de extratos de plantas não alterados de seu estado natural. As embalagens são feitas de plástico e papel 100% reciclável e escritas com tintas à base de soja.

PLANTLOVE, CARGO COSMETICS: linha de maquiagem, totalmente naturais, sem adição de parabenos, ftalatos, petroquímicos, corantes artificiais e fragrâncias. As embalagens dos batons são inteiramente feitas de milho.

UNE, BOURJOIS: linha de maquiagem composta por  25 produtos 100% naturais (sem colorantes sintéticos) e certificados pela Ecocert.

ÉH, ÉH COSMÉTICOS: linha de cosméticos que combina produtos 100% vegetais e orgânicos, sem petroquímicos , sal ou parabenos e não testados em animais. Por tudo isto, respeita a fisiologia natural da pele e dos cabelos, permitindo uso diário e sendo hipoalergênico. Conta com desodorantes (sem perfume, refrescantes, emolientes e antissépticos), shampoos, condicionadores, máscaras, esfoliantes capilares, leave-in, sabonetes (sem sal e com ph neutro), esfoliantes corporais, hidratantes e óleos de banho.

%d blogueiros gostam disto: