Zoológico, Vila Crespo e Outlets

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Após o café da manhã pegamos um táxi até o Buenos Aires Zoo, situado entre os bairros de Palermo e Palermo Soho, maior burrice!

1ª Dica: pegue a Linha D do Subte, sentido Est. Catedral-Juramento, e desça da Est. Plaza Itália, fica em frente ao zoológico.

2ª Dica: se precisar fazer câmbio, após um feriado, não perca seu tempo no Banco de La Nacion, as filas são enormes e, particularmente, o de Palermo não faz câmbio. Para isto, dirija-se a uma lotérica (não há pagamento de comissão e a cotação é melhor que no banco) na mesma rua, quase na frente do Jardim Botânico.

3ª Dica: antes de entrar no zoológico, dê uma volta pelo Jardim Botânico, é pequeno e tem umas esculturas interessantes. Infelizmente, há muitos gatos lá, é quase um gatil a céu aberto!

4ª Dica: Compre o passe completo do zoológico, visite-o com calma, explorando cada cantinho. Há alguns animais soltos, não se assute (nenhum potencialmente perigoso), aliás alguns dos animais são muito mansos.

Pela primeira vez, na minha vida, consegui ver, não uma, mas duas espécies de felinos, coisa que não havia conseguido em nenhum outro zôo antes. Há leões brancos e de juba preta, pandas vermelhos, rinocerontes brancos, panteras negras, onças pintadas, orangotangos, ursos, pavões, roedores, aves diversas. E, muitas atrações interativas, só não conseguimos participar do cine 3D. E, ainda, se preferir ou ficar sem tempo durante o dia, há possibilidade de visitas noturnas, que requer agendamento prévio!

Após a visita ao zôo, pegamos a Linha D do Subte, em direção a Est. Carlos Pellegrini e, lá trocamos pela Linha B, para Est. Malabia, onde descemos em Villa Crespo, com grandes expectativas de compras (frustradas é claro), almoçamos no RestauranteSalgado, um bar mui vellho, com mobiliário do anos 60, eu acho. Digo e repito, saí de Buenos Aires sem comer um tortei descente, a calabaza (abóbora) deles, não é muito boa e eles não usam noz moscada. Até o momento as duas máximas a respeito da cidade: “Comida boa e barata” e “Compras que valem a pena”, não se confirmaram!

Caminhamos pela Córdoba, atrás dos famosos e fabulosos Outlets, além de um calor infernal, estávamos cansados e sem paciência para ficar em lojas lotadas de turistas mal educados, as ofertas não estavam valendo muito a pena. Deixamos nosso amigos, na Outlet da Nike e seguimos até a Calle Murillo, atrás dos Outlets de Couro, onde meu marido comprou dois cintos, muito bons por 35 reais os dois, esta compra valeu à pena! Já eu, não tive tanta sorte assim, os únicos casacos que realmente gostei, não pude trazer, um porque só era feito em PP de adulto e o outro porque, apesar de saber que não iria achar nada parecido em Porto Alegre, ainda não ganhei na Loto, para poder pagar 800 reais por um casaco! Fica para próxima, hehehe.

Antes de voltarmos, ainda passamos no mercado Coto e fizemos algumas comprinhas.

5ª Dica: No mercado Coto eles aceitam Visa Travel Money.

6ª Dica: Se você gosta de Gatorade, não deixe de experimentar o Gatorade de Maçã, é muito bom, pena que não tem aqui!

Voltamos para o Pestana Hotels & Resorts de Subte, tomei um banho e fui fazer umas comprinhas na Universo Garden Angels(resenha a parte), uma loja de cosméticos elaborados à base de óleos essenciais e essências florais. Para encerrar o dia bem, descobrimos que ganhamos de nosso guia um almoço no Restaurante La Bisteca, no Puerto Madero, na sexta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: