Renato Gaúcho, o triste adeus do ídolo de barro!

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Há exatamente um ano, chegava ao Rio Grande do Sul, o eterno e incensado ídolo da Torcida Tricolor, Renato Gaúcho!

Renato chegou à Azenha, com toda Pompa e Circunstância que um EX-Campeão da “Mundo” merecia, fez bravatas e promessas e, porque não dizer, até dá pra dizer, milagres também! Sim, pegou um timinho, destinado à Segundona do Brasileirão e o alçou ao 4º Lugar do Campeonato Brasileiro! Sem dúvida uma proeza, para um time que contava apenas com Jonas e nada mais!

No fim do campeonato, a torcida comemorou como se tivessem ganhado a taça, afinal além de permanecerem na 1ª divisão conseguiram se classificar para a tão sonhada Libertadores…E, mesmo após terem perdido seu artilheiro e de ser feitos mais uma vez de palhaços por Ronaldo, o agora “Carioca”, acreditaram que Santo Renato continuaria fazendo milagres e trazendo pseudo títulos de campeonatos.

Durante o primeiro semestre, fizeram troça do Arquiinimigo, comemorando mês a mês o aniversário do mazembaço, desmereceram Falcão dizendo “do que adianta ser o Rei de Roma se não ganhou um mundial”. E, o que aconteceu, caíram na Libertadores (o 1º time brasileiro a conseguir a façanha de ser desclassificado por um time Chileno) e perderam o regional, dentro da própria casa e o Rei (tri-campeão brasileiro invicto) patrolou o sonho de Renato, deixando apenas com a esperança de recuperação de sua dignidade no Campeonato Brasileiro!

Ontem, após 7 rodadas, de um campeonato de 38, Renato caiu. Sim, isso mesmo, o mesmo Renato que um dia antes do jogo dizia que seu relacionamento com a direção era muito bom, que confiava plenamente em seu trabalho, no time e no grupo e que também bravateou dizendo que o dia que achasse que não servisse mais para o Grêmio, pegaria suas coisas e iria embora, sem problema algum; infelizmente, não teve tempo nem de apagar a luz do vestiário. Foi demitido, durante a madrugada!

Dizem, que mulher não entende nada de futebol, pois bem eu avisei a quem quisesse ouvir, no dia da Grande Comemoração pela Conquista do tão sonhado 4º Lugar do Brasileirão. Essa que vos escreve disse: “Comemorem, a plenos pulmões, pois com Renato este vai ser o único ‘título’ que vocês vão ter”, naquele momento tinha a plena certeza que Renato tinha gastado toda a sua sorte e  apostado todas as suas fichas em um campeonato falido!

Maktub!Assim, estava escrito: “Renato aquele que durante um ano seria idolatrado como se fosse o velocino de ouro, tristemente, sairia quebrado como o bom Ídolo de Barro, que provaria ser! A profecia se fez!

Adeus Renato, infelizmente não posso dizer “já vai tarde”, pois, para mim, a despedida foi cedo demais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: