Resenha: Avon Renew Age-Transforming Foundation FPS 15

Por Joséli Costa Jantsch Ribeiro

Desde que comecei a falar sobre sustentabilidade ambiental e compostos químicos encontrados em cosméticos, digamos assim, fiquei meio preocupada em relação aos produtos que já usei e que ainda uso. Acho que toda mulher antenada, depois de ler o que certas substâncias fazem com o nosso corpo, se torna um pouco freakzóide. E, sinceramente, não poderia ser diferente!

Por isto, decidi dar início a série de textos “Desmistificando Rótulos”, que visa trazer informações sobre os componentes encontrados em produtos de beleza, de higiene pessoal e de higiene doméstica, que nós mulheres acreditávamos serem totalmente seguros para o uso diário.

O método por mim adotado será o seguinte: falarei apenas dos ingredientes vilões.

Começarei pela Base Transformadora Renew Age-Transforming Foundation FPS15  da Avon.

Ethylhecyl Metoxycinnamate:  ingrediente ativo encontrado em produtos que oferecem proteção UV, devido as suas propriedades de absorção, reflexão e dispersão dos raios UV, protege a pele dos efeitos danosos do sol. Além disto, também é utilizado como uma substância protetora dos próprios cosméticos, pois os protege da deterioração causada pelos raios UV, aumentando assim seu tempo de validade. A FDA limitou sua concentração para uso em cosméticos com proteção solar em 7,5%, a União Europeia em 10% e o Canadá em 8,5%, posto que seu excesso pode causar mutações celulares, levando até mesmo à morte celular ou a doenças cardiovasculares e, mais comumente, a reações cutâneas alérgicas. Há estudos que afirmam que o produto em altas concentrações pode produzir efeitos estrogênicos, tais como: puberdade precoce (M), carcinoma do endométrio (M), hiperplasia do útero (M), diminuição da fertilidade – alterações e LH e FSH (M), alterações no funcionamentos das glândulas adrenais – tireóide-ptuitária (M), fibrose de útero (M), Cancro de mama (M), inflamação da próstata (H), atrofia testicular (H) e quistos nas glândulas mamárias (H).

Ciclometicona: óleo de silicone sintético utilizado com agente de condicionamento e de hidratação, dando uma sensação de sedosidade à pele e aos cabelos, pode também preencher temporariamente  linhas e rugas finas. Ainda, é muito utilizada como agente de transporte para outros agentes contidos nos produtos de beleza, já que evapora rapidamente. Por ser um silicone, pode causar retenção de sebo, sujeiras e bactérias na camada superior da pele (já que suas moléculas são muito grandes para serem absorvidas por ela), levando a irritações nos olhos e na pele e ao aparecidmento de acnes, cravos e fungos.

Propylene Glycol: óleo mineral de propriedades umectantes, que favorece a retenção de umidade ou que evita sua fuga da pele e dos cabelos. alguns estudos apontam que em concentrações altas, pode causar: irritação da garganta, nos olhos (conjuntivite transitória) e na pele, ressecamento da pele, dor de cabeça, dor nas costas, problemas renais e hepáticos, edema (inchaço), necrose (morte celular). Se ingerido, pode causar sonolência, fala enrolada e, possivelmente, letargia, vômitos, insuficiência respiratória, coma, convulsões e morte.

Ácido Glicólico: alfa-hidroxiácido de propriedades hidratantes, agente de esfoliação das camadas superficiais da pele, facilitador da penetração de outras substâncias, acelerador da renovação celular que deixa a pele lisa e uniforme. Minimizador de manchas e cicatrizes de acne e do foto-envelhecimento cutâneo (rugas). Quando mal utilizado, pode causar: cicatrizes, hiper ou pigmentação cutânea e irritações ou alergias na pele.

Dióxido de Titânio: foi recentemente classificado pela IARC (Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer) como sendo possivelmente cancerígeno para seres humanos. É utilizado em pelo menos 70% dos pigmentos mundialmente produzidos, pois fornece brancura e opacidade a tintas, plásticos, papéis, alimentos, cremes dentais, cosméticos de cuidado da pele, principalmente os com FPS, já que ajuda na proteção contra os raios UVB. Pode causar: Cancro de pulmão, deficiências respiratórias, dano celular-fibrose-mutações no aparelho respiratório, câncer e alergias.

Apesar da  pesquisa do IARC não ter sido suficiente para as Agências Canadenses de Regulamentação, haja vista que  a mesma deixou de cumprir critérios importantes que colocariam a substância na sua lista de produtos cancerígenos, os fabricantes e fornecedores de dióxido de titânio foram instruídos a modificarem as fichas de segurança e os rótulos dos produtos.

Lauril Sulfato de Sódio: é o tensoativo de propriedades detergentes utilizado na maioria dos shampoos para produzir espuma, por ser muito agressivo pode causar irritações no couro cabeludo. E, apesar de ter sido veiculado que o produto teria potencial cancerígeno, a Anvisa não encontrou nenhuma publicação científica que corroborasse tal acusação.

Imidazolidinyl Urea: encontradas em maquiagens faciais, cremes para as unhas e produtos para cabelos e pele. Podem causar: dermatites e irritação no couro cabeludo.

Metilparabeno: vendeu-se a ideia de que esta substância estaria intimamente ligada ao câncer de mama. O Inca (Instituto Nacional do Câncer) afirma que muito embora os parabenos sejam substâncias cancerígenas, não há nenhuma evidência comprovadamente científica da relação do uso de produtos que contenham esta substância e o desenvolvimento do câncer.

Nylon: pode causar dermatites de contato.

Utilizei durante 1 mês o produto, antes é claro de descobrir os problemas que este poderia causar. A Base cumpre o que promete, mas infelizemente com o uso continuo tive aumento da acne e alergias nos olhos.

Nota: 8,0.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: